Você empreende por quê?



A consultoria de engajamento Santo Caos (www.santocaos.com.br) realizou um estudo com 548 microempreendedores dos estados do Amazonas, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo. Segundo Jean Michel Galo Soldatelli, sócio da Santo Caos, eles queriam compreender o engajamento dos microempresários em relação a conceitos do empreendedorismo.

O levantamento identificou quatro diferentes perfis de empreendedores.

O mais comum, o "Seu Vendinha" (35% dos pesquisados), deseja apenas manter clientes fiéis. Ele tem um perfil mais operacional e, embora queira aumentar suas vendas, não tem intenção de aumentar o número de suas unidades porque lhe falta capacitação e porque tem medo do crescimento.

O segundo tipo, correspondente a 25,5% dos entrevistados, é o "By the book", aquele que segue as regras da Administração, procura o Sebrae, se informa sobre o mercado e planeja bastante. Ele tem mais conhecimento administrativo que o operacional e geralmente é de uma classe social mais alta.

Logo em seguida aparece o "Panfleteiro" (24%), que também tem perfil operacional e cria o negócio no ramo em que costumava atuar anteriormente. Ele busca reconhecimento, não crescimento, e trabalha bastante a comunicação.

O último tipo, representando 15,5% dos empreendedores pesquisados, é o "Business Gandhi". A filosofia com a qual encara seu negócio serve de motivação. É o tipo que abre um café e não considera que tem um café, mas um espaço de convivência.

A pesquisa levantou também que 60% dos entrevistados querem aumentar as vendas, embora apenas 6% deles planejem abrir filiais e 7% pretendam franquear a marca.

Com informações de Cris Olivette, do Estadão, e Liliana Lavoratti, do DCI.

Compartilhe:

ENTRE NA CONVERSA

    Comentários

0 comentários:

Postar um comentário